Andrés Sanchez

Retirado do blog do Juca Kfouri.

Tanto a carta quanto a resposta.

Um corintiano decepcionado com seu presidente

O blog recebeu a mensagem abaixo no domingo.

Checou hoje a veracidade e resolveu atender ao desejo do torcedor.

 Caro Juca,

Corinthiano como você, não sabia a quem recorrer.

Estive ontem em uma comemoração no bar Jacaré, em São Paulo, lugar alegre e descontraído da Vila Madalena.

Estava meio apreensivo pois era jogo do Timão e meus amigos haviam marcado bem no horário do jogo, por volta das 16h30.

Qual não foi minha surpresa quando lá encontrei Andrés Sanchez, presidente do nosso time.

Não só eu, mas mesmo o garçom corinthiano que nos servia estranhou, afinal era o jogo que valia titulo, independente de ser da Série B.

Pouco antes do término do jogo e de ele ir embora, eu o abordei no estacionamento, descontraidamente, perguntando porque ele não tinha ido ao jogo.

Nosso irônico presidente disse que não sabia de jogo algum e ficou meio constrangido com minha ousadia.

Sem titubear eu retruquei que estava desapontado, que nosso time já havia sido melhor representado.

Ele me perguntou se eu estava com saudades do Dualibi e se eu era sócio, pra lhe fazer cobranças.

Disse que não, que não tinha saudades nem era sócio, mas que era mais que isso; era torcedor, comprando camisas e ingressos dos jogos, infelizmente da mão de cambistas, dada a desorganização que os mesmos eram vendidos.

Perguntei ainda como era possível ele não saber do destino de 22 comandados do seu time, que haviam pego avião pra Criciuma, pra defender a liderança e o título do certame.

Finalmente, um amigo me retirou dali.

Foi melhor mesmo, não havia mais nada a dizer.

Posso estar errado ao abordar um cidadão e indagar-lhe de suas atribuições, sem que ele se reporte a mim ou me deva qualquer explicação, mas ele não é presidente do Comercial de Ribeirão Preto, é presidente da maior torcida do estado, segunda do Brasil.

É uma figura pública, tanto quanto um político, um artista ou um craque.

Infelizmente no nosso caso, ele está mais pra político de quinta que outra coisa, tanto pela falta de comprometimento quanto ética, sem falar de sua forma rudimentar de se expressar.

É por essas e por outras que o São Paulo tá na mira do tetra, tem estadio pra abrir Copa do Mundo e a gente está onde está.

Só com amor e fidelidade não dá, né?

Bem que a gente podia ser melhor representado…

Abraços,

WA

Se quiser fazer uso da história, sem problemas, só peço que omita meu nome e sobrenome.

***

O presidente do Corinthians responde
Prezado Juca,

A carta a meu respeito enviada por seu leitor que preferiu manter-se no anonimato merece alguns comentários.

Neste ano de 2008 deixei de acompanhar o Corinthians no estádio em apenas três oportunidades: no jogo contra o Paraná, em Curitiba, no dia 26 de julho; no jogo contra o Fortaleza, no Castelão, em 06 de setembro; e nesta partida contra o Criciúma, no último dia 08 de novembro. Em todas as demais estive presente.

As três ausências explicam-se pela necessidade da minha presença no clube, para tratar de outros assuntos relevantes.

Estive no clube na tarde do dia 07 de novembro, sexta-feira, e na manhã do dia 08 de novembro, sábado, dia do jogo, para tratar de assuntos de interesse do clube.

Dedico-me em tempo integral ao clube, todos os dias, de manhã cedo até o começo da noite. Dentro do possível, tenho conseguido conciliar a execução de todas as demais tarefas que me competem como Presidente do clube – e são muitas – com a minha presença nos estádios em que o time joga. Infelizmente, em apenas três oportunidades, esta conciliação não foi possível.

De qualquer forma, o time se fez acompanhar do Diretor de Futebol, Dr. Mário Gobbi e do Gerente de Futebol, Antônio Carlos Zago, responsáveis diretos pelo departamento.

No sábado, 08 de novembro, após resolver pela manhã os compromissos que tinha no clube, e considerando que não teria mais tempo de viajar até Criciúma, fui almoçar com meus dois filhos, com minha ex-esposa, e outros parentes, pessoas queridas e de quem tenho estado distante por conta dos afazeres do meu cargo, justamente para comemorar o aniversário do meu filho.

De fato, fui interpelado por um torcedor – como já fui infinitas vezes – que agora deduzo seja o seu leitor. Repito: não foi a primeira, nem será a última vez. Tenha absoluta consciência da relevância pública do cargo que hoje ocupo. E não registro histórico de outras pessoas insatisfeitas como o leitor em questão. Ao contrário.

Não avalio tenha sido irônico. Também acredito não ter sido agressivo. E se, inconscientemente, o fui, receba ele minha desculpas.

Sugeri ao torcedor, sim, como faço com qualquer corinthiano, tornar-se sócio do clube e participar da sua vida política, já que o novo Estatuto, recém aprovado, garante eleições diretas para Presidência.

Respeito a opinião do seu leitor. E para desfazer esta imagem, que me parece incorreta, convido-o para comparecer ao clube, onde terei o maior prazer em recebe-lo para conversarmos.

Um abraço a você e a todos os leitores,

Andrés Navarro Sanchez

Anúncios

3 Respostas para “Andrés Sanchez

  1. Primeiramente, muito bom o seu Blog.
    Sobre esse post. É de decepcionar mesmo.

  2. Orra. Cara. Não acredito que você tenha 26 anos. Seu blog é totalmente politicamente incorreto e eu achei 10! porra. parabéns.

  3. ou o contr’ario. bom parab’ens!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s